Atividade econômica pernambucana reage e volta a crescer no primeiro trimestre de 2023

Atividade econômica pernambucana reage e volta a crescer no primeiro trimestre de 2023

Economia pernambucana mais aquecida no 1º trimestre de 2023. Ao menos sob a ótica do Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) referente ao estado de Pernambuco, que cresceu 3,80% na comparação do 1ºtri/23 com o 4º tri/22 da série com ajuste sazonal. O resultado dos três primeiros meses de 2023 foi ainda 0,70% maior do que o 1º tri/22.

A atividade econômica brasileira também obteve desempenho positivo na comparação do 1ºtri/23 com o 4º tri/22 do IBC-Br, alta de 2,41%, enquanto o Nordeste cresceu 5,95%, o Ceará 1,43% e a Bahia 5,93%, todos para o mesmo período trimestral.

Analisando a variação mensal do índice, ou seja, março/23 com fevereiro/23, observou-se crescimento de 0,13% para Pernambuco, uma evolução do número índice 156,5 para 156,7. Com o percentual de março, o estado emendou uma sequência de três altas, já que havia crescido 2,94% em jan/23 com relação a dez/22, e 2,20% em fev/23 com relação a jan/23. No ano, é como se o estado tivesse crescido a uma média aproximada de 1,76% ao mês.       

O IBC-Br é um termômetro da economia, considerado por muitos economistas como um sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB). A perspectiva de crescimento do Produto Interno Bruto pernambucano para 2023 é de algo entre 2,0% e 2,5% (Condepe/Fidem), enquanto a do Brasil é de 1,20% (Boletim Focus de 19/05), e de 1,90% de acordo com o Ministério da Fazenda.  

Related posts

Relatório do Banco Mundial projeta crescimento de 1,7% para o PIB do Brasil em 2024

Relatório do Banco Mundial projeta crescimento de 1,7% para o PIB do Brasil em 2024 Em seu relatório semestral para a América Latina e Caribe, “Concorrência: o ingrediente que falta para crescer?”, que descreve o panorama atual da economia...

Read More