Brasil adere a 44% dos instrumentos da OCDE e segue firme no processo de se tornar membro da organização

Brasil adere a 44% dos instrumentos da OCDE e segue firme no processo de se tornar membro da organização

Com o intuito de atrair investimentos em setores estratégicos e alavancar o desenvolvimento industrial, tecnólogico e comercial, o Brasil avançou nas negociações de acesso à Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Conhecido como um clubde boas práticas, atualmente com 37 países membros, a organização propõe itens para garantir um ambiente de negócios mais seguro e estável. Para isso, a OCDE indicou em um documento – o roadmap – os termos e condições de acesso, uma lista de princípios básicos para o Brasil se alinhar e, assim, conquistar a cadeira de membro.

A adesão do Brasil à OCDE é considerada prioritária para a indústria. Em janeiro de 2022, o colegiado da OCDE havia aprovado o convite ao Brasil, e o processo deve seguir ainda pelos próximos quatro anos. Até meados de junho, o país havia aderido já a 112 de 257 instrumentos da OCDE, segundo painel de monitoramento da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

A Indústria e Serviços tem 24 de 34 pontos possíveis, a Ciência e Tecnologia tem 25 de 35 pontos, e Governança, 34 de 70. O desempenho brasileiro tem espaço de melhora em todos os itens, como em Meio Ambiente, que marca atualmente 8 de 72 pontos, Educação, 3 de 8, e Finanças e Investimentos, 28 de 44. Agricultura e Alimentação é o item quase 100%, no qual o Brasil tem 6 de 7 pontos.

.

fonte: CNI / https://www.portaldaindustria.com.br/cni/canais/assuntos-internacionais/o-que-fazemos/temas-prioritarios/acordos-comerciais/ocde-e-a-industria-brasileira/#cartilhas-ocde

A OCDE

.

Através da produção de conhecimento e indicadores de qualidade, a OCDE propõe a criação de políticas públicas mais inclusivas que impulsionem o desenvolvimento econômico e social. Na América Latina já fazem parte da instituição o Chile, a Colômbia e o México.   

Related posts

Relatório do Banco Mundial projeta crescimento de 1,7% para o PIB do Brasil em 2024

Relatório do Banco Mundial projeta crescimento de 1,7% para o PIB do Brasil em 2024 Em seu relatório semestral para a América Latina e Caribe, “Concorrência: o ingrediente que falta para crescer?”, que descreve o panorama atual da economia...

Read More