Indústria da Transformação em Pernambuco mostra sua força em balanço das contas regionais divulgado pelo IBGE

Indústria da Transformação em Pernambuco mostra sua força em balanço das contas regionais divulgado pelo IBGE

Com variação real de 1,1%, a Indústria de Transformação pernambucana foi o único setor da economia estadual a ter alta em balanço divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), referente ainda ao ano de 2020. Com o desempenho, o segmento ganhou ainda mais relevância para o Estado e ajudou a atenuar a queda da produção pernambucana naquele momento. (tabela 01).

O desempenho positivo da Transformação está em linha com o perfil da indústria estadual, muito focada em bens alimentícios e de consumo, e com a estratégia econômica de enfrentamento com a sustentação da renda das famílias com ações como o auxílio emergencial. Os demais segmentos apresentaram desempenho negativo: a Indústria Extrativa com variação de -4,4%, Eletricidade, água, esgoto e outras utilidades públicas com -2,0% e, por fim, Construção, que registrou baixa de 5,5%.

De uma forma geral, a economia em Pernambuco teve variação de -4,1% para o período. Os valores negativos, contudo, estão em linha com o que aconteceu em todo o país pelos efeitos da pandemia da Covid-19, iniciada em março daquele ano.

.

A defasagem de dois anos na divulgação do resultado se deve ao método de contabilidade do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, que leva em consideração os dados coletados dos estados e de variadas pesquisas para depois compilar tudo e apresentar o PIB trimestral do país. Os dados trimestrais são, então, as primeiras aproximações do cálculo definitivo do PIB. Após checagens e compatibilização de dados coletados em dezenas de sucursais e entidades parceiras, é divulgado o valor em definitivo, tanto a nível nacional quanto estadual.

Related posts

Relatório do Banco Mundial projeta crescimento de 1,7% para o PIB do Brasil em 2024

Relatório do Banco Mundial projeta crescimento de 1,7% para o PIB do Brasil em 2024 Em seu relatório semestral para a América Latina e Caribe, “Concorrência: o ingrediente que falta para crescer?”, que descreve o panorama atual da economia...

Read More