IPCA Brasil: alta de 0,41% em novembro puxada por aumento nos combustíveis e itens de alimentação

IPCA Brasil: alta de 0,41% em novembro puxada por aumento nos combustíveis e itens de alimentação

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) registrou variação de 0,41% para novembro/22, valor 0,18 ponto percentual (p.p.) mais baixo do que o IPCA de outubro/22, que havia marcado 0,59%. Com o resultado, a inflação acumulada no ano alcançou 5,13%, enquanto a dos últimos 12 meses ficou em 5,90% (figura 01). A expectativa do mercado para 2022, de acordo com o Boletim Focus, é de IPCA final de 5,79%.

.

Dos nove grupos que compõem o IPCA, os principais responsáveis pelo resultado de novembro foram Transportes (alta de 0,83%) e Alimentação&bebidas (alta de 0,53%), que contribuíram mais pelos respectivos pesos de 20,4% e 21,8% na composição da média final. O item de de maior variação foi o de Combustíveis (veículos), com variação de 3,29%. Já os subitens com maiores percentuais foram o Etanol (7,57%), a Gasolina (2,99%) e a Pintura de veículo (1,85%).

No Grupo Alimentação&bebidas, os destaques foram as altas da Cebola (23,02%), do Tomate (15,71%) e da Banana-maçã (15,3%). Vale destacar ainda as variações mais negativas no grupo, Abobrinha (-16,81%), Manga (-7,12%), Batata-doce (-7,1%) e o Leite longa vida (-7,09), que, mesmo com a queda em novembro, acumula no ano alta de 31,20%.   

.

IPCA Nordeste

Para as três capitais nordestinas mapeadas pelo IBGE, ambas tiveram alta em novembro, mas todas abaixo do Brasil: Fortaleza obteve variação de 0,28%, Salvador de 0,26% e o Recife de 0,39%. No acumulado do ano, a capital do Ceará registrou 5,12%, enquanto na Bahia a variação chegou a 5,88%, e o Recife detém o menor acumulado do ano com 4,88%. Salvador tem ainda o maior agregado dos últimos 12 meses com 6,97%, cerca de 1 p.p. acima do Recife, que registrou 5,98%, enquanto Fortaleza 5,70% (figura 03).  

.

Related posts

Mercado de trabalho: setor de Automação e Mecatrônica absorve quase 100% de técnicos formados em Pernambuco

Mercado de trabalho: setor de Automação e Mecatrônica absorve quase 100% de técnicos formados em Pernambuco   Pesquisa realizada pelo Observatório da Indústria do SENAI-PE apontou para a absorção de 96,4% dos concluintes oriundos dos cursos de Automação e...

Read More