Observatório da Indústria estima: IAE brasileiro pode crescer 0,2% em fevereiro

Observatório da Indústria: índice de atividade econômica brasileiro pode crescer 0,2% em fevereiro

Conforme relatado no último Boletim do Observatório da indústria (edição 10 – abril), o movimento grevista do Banco Central adiou a divulgação de alguns dados, como o Indicador de Atividade Econômica (IAE) do Brasil e Pernambuco. Dessa forma, a equipe do observatório realizou um estudo para estimar o IAE que faltava referente ao mês de fevereiro e chegou ao seguinte resultado: possível crescimento de 0,2% para o Brasil e queda de 3,5% para o indicador pernambucano.

O crescimento no IAE do país pode ser explicado pelos efeitos sazonais capturados no modelo utilizado (segue detalhamento abaixo), devido as variações da oferta agrícola: neste mês entra a colheita da safra de grãos nas regiões do Sul, Sudeste e Centro-Oeste, o que impulsiona o PIB agrícola. Já o resultado negativo do IAE em Pernambuco explicita o ambiente econômico adverso para as empresas estaduais, principalmente as que atendem ao nosso mercado consumidor.

Observa-se na tabela que tanto o Brasil quanto Pernambuco apresentaram decréscimo na produção de todas as variáveis. Parte desta variação se deve a efeitos sazonais, pois foram utilizadas as séries dos valores efetivamente observados e não as séries com ajuste sazonal. Fevereiro historicamente é um mês com desempenho pior nas atividades até mesmo por conta do menor número de dias úteis. Apesar desta questão, a magnitude da queda de Pernambuco mostra situação econômica em fevereiro adversa.

Metodologia e cálculo do IAE

O Observatório da Indústria acompanha dezenas de indicadores da atividade econômica com o intuito de fornecer às empresas industriais de Pernambuco um entendimento mais aprofundado da conjuntura econômica. Assim, as decisões empresariais podem ser tomadas em um ambiente com menores incertezas por parte dos gestores e líderes.

Entre os indicadores acompanhados está o Índice de Atividade Econômica (também conhecido como Índice do Banco Central), criado e calculado pelo Banco Central mensalmente. Este índice viabiliza uma prévia do PIB brasileiro com frequência maior do que a trimestral, que faz parte da metodologia das Contas Nacionais do IBGE. O IAE é, portanto, um importante índice para sinalizar se a economia – do Brasil e de Unidades Federais – está crescendo e o quanto ela está crescendo. O Banco Central criou este indicador para calibrar melhor suas decisões de política monetária, que são feitas com frequência aproximada de 45 dias.

O IAE é calculado a partir de informações disponíveis com frequência mensal (ou até diária). Muitas destas informações são originadas no IBGE, tais como a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), a Pesquisa Mensal da Indústria (PIM-PF) e a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS). Estas informações costumam ser disponibilizadas pelo IBGE com aproximadamente dois meses de defasagem. Atualmente estas pesquisas disponibilizam estimativas de setores da economia brasileira (e de alguns estados) até fevereiro de 2022. Já o IAE está disponível até o mês de janeiro de 2022.

Dada esta lacuna de dados, a equipe do observatório empreendeu esforço de estimar o IAE de fevereiro para o Brasil e Pernambuco. Para tanto, foi-se ajustado modelos não lineares de séries temporais relacionando o indicador com as pesquisas mensais do IBGE já mencionadas. De posse deste modelo foi possível prever o valor do IAE para fevereiro e disponibilizar esta informação. Esta metodologia considerou, além destas variáveis já destacadas, um efeito sazonal, uma vez que não foi imputada nenhuma variável que cobrisse a oferta do setor agrícola. A tabela 1 acima apresentou os resultados deste esforço.

Related posts

Indicadores industriais em Pernambuco: utilização de capacidade instalada e confiança empresarial em alta

Indicadores industriais em Pernambuco: utilização de capacidade instalada e confiança empresarial em alta A utilização de capacidade instalada da indústria Pernambucana subiu 8 pontos percentuais e agora está em 67%, muito próxima média brasileira de 70% no mês de...

Read More