Pernambuco avança mais de 17% na produção industrial de dezembro/22 para janeiro/23

Pernambuco avança mais de 17% na produção industrial de dezembro/22 para janeiro/23

Com avanço em sete dos 15 locais monitorados, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou o resultado da Pesquisa Industrial Mensal (PIM) Regional. Pernambuco com expansão de 17,3%, e o Espírito Santo com 18,6% de alta, registraram os maiores avanços no período. De forma geral, o Nordeste também obteve alta na passagem (6,1%), enquanto o Brasil recuou 0,3%.

O resultado positivo em Pernambuco, além de apontar para um novo momento, serviu para atenuar parte da perda de 26,2% acumulada nos últimos quatro meses de 2022, quando o número índice caiu de 107,2 em agosto para 79,1 em dezembro. Pode-se observar essa reação da indústria pernambucana considerando-se a média de 100,1 do índice para 2022: embora o índice de janeiro (92,8) seja 7,2% menor, nota-se um movimento de retorno à média da produção física (estava 21% menor em dezembro).   

.

A atividade industrial pernambucana de maior destaque na variação de janeiro/23 em comparação com janeiro/22 foi a fabricação de outros equipamentos de transporte, exceto veículos automotores, que teve alta de 73,3%. Outra atividade que chamou atenção foi a fabricação de veículos automotores, reboques e carrocerias – agora com dados para Pernambuco -, que atingiu 30,6% de aumento (o Brasil teve alta de 2,2%, e o Nordeste 35,2%). Outros destaques foram a fabricação de bebidas com 22,5% de alta, e a fabricação de produtos de borracha e de material plástico (7,6% de crescimento).

Analisando-se a variação acumulada nos últimos 12 meses em Pernambuco, a fabricação de outros equipamentos de transporte, exceto veículos automotores acumula alta de 46,1%, a fabricação de produtos de borracha e de material plástico, de 7%, enquanto a fabricação de produtos alimentícios e a fabricação de bebidas, altas respectivas de 5,3% e de 4%. A fabricação de veículos automotores, reboques e carrocerias ainda não possui dados acumulados dos últimos 12 meses para Pernambuco.

Os demais resultados positivos da PIM para a variação de janeiro/23 com relação a dezembro/22 foram dos estados de Goiás (2,5%), Amazonas (2,4%), Ceará (1,5%) e Minas Gerais (0,6%). Já as maiores quedas registradas foram dos estados do Rio Grande do Sul (-3,4%), de São Paulo (-3,1%) e do Mato Grosso (-2,0%).

Related posts

Indicadores industriais em Pernambuco: utilização de capacidade instalada e confiança empresarial em alta

Indicadores industriais em Pernambuco: utilização de capacidade instalada e confiança empresarial em alta A utilização de capacidade instalada da indústria Pernambucana subiu 8 pontos percentuais e agora está em 67%, muito próxima média brasileira de 70% no mês de...

Read More