Produção física das Indústrias de Transformação no Brasil cresce 0,1% em novembro

Produção física das Indústrias de Transformação no Brasil cresce 0,1% em novembro

A produção física das Indústrias de Transformação brasileiras teve um crescimento discreto de 0,1% em novembro/22, ao avançar do número índice 85,3 (outubro/22) para 85,4 na série com ajustes sazonais da Pesquisa Industrial Mensal (PIM). Com relação ao mesmo mês de 2021, novembro registrou variação de 1,3%, e variou 2,2% para baixo na comparação com fevereiro de 2020, linha divisória do período pré-pandêmico no país. No acumulado do ano, contudo, o segmento teve decréscimo de 0,3%.       

Ampliando o cenário para a Indústria Geral, a variação registrada em novembro foi a quinta negativa do ano, sendo a quarta vez nos últimos seis meses. Dessa forma, a produção segue alternando em torno do mesmo patamar, com expectativas de que volte a crescer em 2023. No acumulado do ano, a variação foi de -0,6%, mas obteve alta de 0,9% quando se compara novembro/22 com novembro/21. Na relação com fevereiro/20, a produção física em novembro/22 variou 2,2% para baixo.    

.

Das 25 atividades acompanhadas pelo índice de atividade industrial, 15 apresentaram alta na variação mês/mês imediatamente anterior, sendo a fabricação de bebidas, a impressão e reprodução de gravações e a fabricação de produtos de madeira as três maiores, respectivamente 10,3%, 8,4% e 7,4%.

Na variação acumulada no ano para a Indústria Geral, 10 atividades apresentaram alta, com ênfase para a fabricação de outros equipamentos de transporte, exceto veículos automotores (12,2%), a fabricação de produtos do fumo (9,3%) e a fabricação de coque, de produtos derivados do petróleo e de biocombustíveis (6,6%).

.

.

Indústrias extrativas

Após uma sequência de dois meses de alta, as Indústrias Extrativas viram sua produção recuar 1,5% em novembro/22 com relação a outubro/22, caindo do número índice 86,9 para 85,7. Essa foi a quarta variação negativa de 2022, sendo -3,2% na variação acumulada do ano (em relação ao mesmo período de 2021) e de -2,7% na acumulada em 12 meses.

.

Próxima quinta-feira

#SpoilerInflação2022

A inflação brasileira oficial de 2022 fechou em 5,79%, de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Na próxima quinta-feira (12/01), o Observatório da Indústria do SENAI-PE abordará o resultado completo do IPCA com mais detalhes sobre os movimentos do preço que resultaram nesse valor 2,29 pontos acima da meta projetada para o ano.

Related posts

Mercado de trabalho: setor de Automação e Mecatrônica absorve quase 100% de técnicos formados em Pernambuco

Mercado de trabalho: setor de Automação e Mecatrônica absorve quase 100% de técnicos formados em Pernambuco   Pesquisa realizada pelo Observatório da Indústria do SENAI-PE apontou para a absorção de 96,4% dos concluintes oriundos dos cursos de Automação e...

Read More