Produção Física Industrial de Pernambuco cai 10,5% em janeiro

Produção Física Industrial de Pernambuco cai 10,5% em janeiro

Nesta terça-feira, dia 15/03, o IBGE divulgou os dados da Produção Física Industrial das regiões, onde Pernambuco apresentou uma vigorosa queda de 10,5% na sua Produção Industrial Total em janeiro de 2022, na comparação com dezembro de 2021. Este é o terceiro mês consecutivo de queda no índice da produção industrial do estado. Se compararmos a produção de janeiro de 2022 com a do mesmo período no ano anterior, a queda é ainda mais dramática, chegando a 12,3%.

Segundo a Figura 1, é possível observar que os números no Brasil também foram negativos. Na comparação com o mês anterior, a queda da produção da indústria geral foi de 4,0%, já na comparação com o mesmo mês do ano anterior, esta queda chegou a 7,2%. Desta forma, fica evidente que a indústria estadual vem passando por mais dificuldades do que a nacional.

 

 

Analisando os dados desagregados por segmento da indústria, é possível observar que os setores que puxaram o desempenho para baixo foram:

– Fabricação de bebidas (-20,3%);

– Fabricação de produtos têxteis (-19,5%);

– Fabricação de Produtos Alimentícios (-17,4%);

– Fabricação de Celulose, Papel e produtos de papel (-17,0%).

Por outro lado, alguns setores apresentaram desempenhos positivos, como:

– Fabricação de outros equipamentos de transporte, exceto veículos automotores (7,1%);

– Fabricação de sabões, detergentes, produtos de limpeza, cosméticos, produtos de perfumaria e de higiene pessoal (2,4%).

Podemos ainda elencar alguns outros possíveis motivos para esta movimentação negativa:

  1. Os problemas nas cadeias de suprimentos, dificultando a obtenção de insumos, principalmente os ligados à indústria automobilística;
  2. A elevação de juros do Banco Central que refletem sobre a atividade econômica;
  3. No mês de janeiro observou-se uma aceleração da pandemia, dada a variante Ômicron. Apesar de não terem sido tomadas medidas muito drásticas que limitassem a circulação de pessoas, o absenteísmo decorrente da necessidade de trabalhadores contaminados permanecerem em quarentena elevou-se, tendo afetado diretamente a produção industrial.

Related posts

IPCA: índice de inflação nacional atinge maior alta para o mês abril desde 1996

IPCA: índice de inflação nacional atinge maior alta para o mês abril desde 1996 O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) aumentou 1,06% em abril, segundo publicação do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na quarta-feira...

Read More

China travada: os possíveis impactos de curto e médio prazo na economia brasileira e de Pernambuco

China travada: os possíveis impactos de curto e médio prazo na economia brasileira e de Pernambuco O mundo tem assistido com preocupação aos desdobramentos da nova onda de Covid-19 na China. Afinal não é para menos: trata-se da segunda...

Read More